©
The devil doesn’t come dressed in a red cape and pointy horns. He comes as everything you’ve ever wished for.
Tucker Max, Assholes Finish First  (via lunarveins)

tinychatter:

u know when u really like someone and literally every little thing they do is cute and no matter what face they make they always look perfect to you

Meu pai me ensinou a maioria das coisas que eu sei sobre a vida, minha mãe me deu carinho, amor e educação também, mas o meu pai é quem me ensinou como o mundo pode ser. Desde criança ele logo me disse que não existe nada de fada do dente, nem papai noel e muito menos coelhinho da páscoa. Lembro de ver minha madrinha limpando as marcas de patinhas de coelho pela casa dela e eu falava: “meu pai falou que isso não existe”, e ela falava pra não contar aos seus filhos. Hoje eu sou muito mais sensata e realista, hoje eu enfrento o mundo com muito mais “peito” do que os filhos dela. Não porque eu sou melhor do que eles, mas sim porque meu pai me criou com todas as verdades do mundo, para o mundo; e o mundo é cruel. As vezes que ele gritava comigo e eu chorava muito, e ele não vinha me pedir desculpas não é porque ele não se arrependia do quão duro ele havia sido, mas sim porque no mundo são poucas, raras, ou quase nenhuma, as pessoas que vão te pedir desculpa logo depois de serem rude com você. O mundo é mal, porque as pessoas são más. Nós podemos escolher sentar no banco do ônibus depois de um dia estressante e cansativo de trabalho porque nós merecemos aqueles minutos de descanso, mas nós também podemos ceder aquele banco para aquela moça grávida. Porém a maioria das pessoas prefere pensar por elas, porque como meu disse: o mundo é cruel. Aí meu pai me ensinou a sempre falar a verdade, a ser verdadeira. Lembro uma vez que eu apanhei dele por ter mentido, não lembro qual foi a mentira… a surra ficou dolorida por dias. Hoje, adulta, trabalhando, eu escolhi ser verdadeira, sem falsidades. Mas aí chegou a vez da vida me ensinar e eu aprendi: aprendi que não adianta você ser sincero num mundo de falsos. Porque na vida, em algum momento você não vai poder dizer o que realmente pensa, porque o “mundo” é cruel e “ele” vai te sacrificar por pensar diferente. Mas por ser como sou, assim meio revoltada, não me entra na cabeça como milhares de pessoas postam em suas redes sociais o quanto odeiam falsidade e no seu dia a dia não vivem o que pregam. Como aprender a ser falsa e sobreviver nesse mundo sendo que eu escolhi não ser assim? Uma vez eu li algo no facebook sobre o mundo e as idades, algo assim: quando crianças pensamos que o mundo são parques de diversão e chocolate; quando jovem nós queremos mudar o mundo; quando adultos aprendemos a enfrentar o mundo como ele é; quando idosos estamos tão cansados que esperamos na platéia com a esperança que os jovens o mudem. Pois eu digo: Deus me livre morrer sem pensar que em ao menos uma atitude eu modifiquei o mundo. Deus me livre morrer acomodada, conformada. Deus me livre pensar que eu poderia ter feito melhor. Deus me livre não ao menos mudar o mundo nem que seja na vida de uma só pessoa. Deus me livre me tornar falsa porque o mundo é assim, falso, cruel e cheio de hipocrisia… Afinal é melhor tentar e ter a imaginação de um dia “mudar o mundo” como cantava Cazuza, do que morrer junto daqueles que escolheram ser apenas mais um.

@badgirls-dontcry